Ao contrário de muitos, algo que a pandemia me arrancou rapidamente foi o hábito da leitura. Como eu temia a realidade que estava vivendo (e gosto de ler ficção), tive medo de que a ficção também me levasse à algum lugar ruim. Como já escrevi aqui, preferi focar em estudar algo que gostava muito (e assim sigo).

Mas isso mudou ontem. Ganhei A Visão das Plantas mês passado, de aniversário. E ganhei por conta da capa, desenhada pelo Willian. Me sentindo bem depois desses 20 meses, e ironicamente com o desenho dele em mãos, resolvi embarcar (ao meu ver, encarar). Li de uma vez só, em banho-maria, no sol. E como foi maravilhoso esse reencontro meu com a leitura. Já consegui imaginar meu verão inteiro assim: água, sol e livro. Vou para os próximos!

obrigada

Que saudade dele. Ainda estou assim, olhando só de longe. Verão passado não deu. Desde que nasci, nunca havíamos ficado tanto tempo distantes um do outro. Mas esse verão ele não me escapa.

mergulho no mar